Archive for the ‘Colunas’ Category

h1

Histeria Apresenta: The Trut’s

março 6, 2009

Por: Leo Villa

thetrutsAs bandas brasileiras sempre tiveram como características principais, a diversidade musical, a mistura dos temas em suas letras, e a honestidade simples de um grupo de amigos amantes da música. As bandas nacionais mais bem sucedidas surgiram dessa junção de fatores.É exatamente aí que se encaixa perfeitamente a nossa banda da semana, a The Trut’s.

O reggae como pedra fundamental e a união com o pop e a  música brasileira. É muito bom observar quem consegue expressar as diferenças e transformar essa mistura em algo agradável aos ouvidos.

The Trut’s é satisfação garantida, honestidade plena, criatividade objetiva e funcional, se souberem passar por cima das pedras e dos falsos atalhos que toda banda deve passar, com certeza conseguirão manter uma crescente evolução e chegar cada vez mais longe.

O sexteto é formado por Cauê (vocal) Alexandre (guitarra), Dinho (guitarra e teclado), Well’s (baixo), Gustavo (bateria)e Cidão (percussão) e surgiu no final de 2006 o que impressiona pelo pouco tempo que atingiram uma maturidade sonora.

Para conferir 4 faixas de sua demo acessem http://www.myspace.com/thetruts,
Para saber mais sobre a banda da semana: www.thetruts.com.br

Abss galera não deixem de conferir!!!

Anúncios
h1

Histeria Apresenta: Zeca Viana

fevereiro 19, 2009

Por: Leo Villa

Pscicodelia, Rockn roll, melodias flutuantes,alucinógenas, um tapa de luva na cara, assim é o som do nosso artista da semana,o multi instrumentista e vocalista Zeca Viana.
banner_myspace3Ele que também é guitarrista vocalista e compositor da banda Asteroides B-612 e baterista do Volver, vem com um projeto solo, recheado de boas músicas e idéias muito bem executadas.
Em vários momentos as faixas do álbum Seres Invisíveis, me levam a Sgt Peppers dos Beatles, e em outros um mergulho a década de 80, uma liberdade artística aberta e exposta, simplesmente canções perfeitas.

As letras tranbordam originalidade, como a música “Coração Atonal“:  Na sétima nota do meu piano; industrialmente feito pra dizer; que eu desafino com você; nesse meu coração atonal.

As melhores faixas do trabalho,  são “Garota Non Stop“, música de uma qualidade e composição incrível,  “Eterno domingo” e “Dr. Ervilha”,  mas não deixem de ouvir todas as faixas disponíveis no site da trama (http://tramavirtual.uol.com.br/artista.jsp?id=90666).

Coloquem seus fones de ouvido,  se acomodem e curtam a viagem!

h1

Histeria Apresenta: Black Tide

janeiro 15, 2009

Black Tide

Por:Leo Villa

E aeee galera estou de volta, com a coluna Histeria Apresenta, hoje com o primeiro post do ano de 2009, e o primeiro a ter como tema uma banda internacional.

A banda Black Tide dispensa apresentações , mas eu não poderia deixar de falar deles logo após ouvir o primeiro cd do quarteto  de Miami, entitulado Light from Above.

É de cair o queixo o som que esses garotos são capazes de fazer, imagino que estamos diante do grande novo nome do rock internacional, e se eles manterem a cabeça no lugar , e permanecerem firmes diante de uma evolução natural, com certeza se tornarão uma banda que deixará o nome na história.

O que chama atenção extra sonoridade , é saber que eles tem entre 15 e 20 anos, mas fazem um som de gente grande, e demonstram , uma técnica incrivel , e uma postura exemplar, de como construir e conduzir uma boa música.
Com destaque para as linhas de voz e guitarra de Gabriel Garcia(15), a banda faz um Heavy Metal, de extrema qualidade, com um trabalho melódico arrebatador.

Eles estão em turnê e tocaram no Ozzy Fest, procurem depois alguns videos deles ao vivo na internet, vale muito a pena ver, e para conferir algumas músicas do album , acessem o myspace da banda: www.myspace.com/blacktide, não deixem de ouvir a introdução perfeita de Warriors of Time.
A banda e formada por Gabriel Garcia(Vocal e guitarra),Zakk Sandler (baixo) Alex Nûnez(guitarra), e Steven Spence (batera).

Vocês ainda vão ouvir falar muito deles.Para quem gosta de boa música, está aí uma ótima pedida.


h1

Histeria Apresenta: Barba Ruiva

dezembro 11, 2008

Um pouco blues, de música brasileira , uma pitada de jazz e o bom e velho rockn roll, assim é a nossa banda da semana a carioca Barba Ruiva, um power trio com ótimas canções, que vocês poderão se deliciar através no myspace http://www.myspace.com/barbaruivaoficial.

A três faixas disponiveis sao de muito bom gosto, e caem como uma luva em um belo fim de tarde, suave , porém divertido, como as melhores  coisas da vida devem ser.

barba-ruivaO que me chamou a atenção ao ouvir o som da banda foi a simplicidade criativa, com harmonias elaboradas, e o som sem buracos muito bem preenchido, destaque para as linhas vocais e a consistência baixo –  bateria.
Barba Ruiva surgiu em 2003 e conta na sua formação com Leo no baixo, Rafael guitarra e voz e Aline no comando da batera.
Sao cancoes para “aprendar a aceitar a vida e olhar a beleza dela”, como eles mesmos dizem na faixa “Portas abertas”, ouçam também “Just Fuck” uma balada cantada em inglês que nós leva a lugares onde é possivel flutuar e “Praia”uma  faixa para ouvir e cantar junto em alto e bom tom.

flyer-barba
O Trio irá se apresentar nesse sabado dia 13 no Emporio em Ipanema, não deixem de conferir!!!

Abss a todos !!!
Semana que vem estaremos de volta
por: Leo Villa

h1

Histeria Apresenta: Projeto Realejo

dezembro 4, 2008

Por: Leo Villa

Julie Campanholi

Projeto Realejo - foto: Julie Campanholi

A nossa banda da semana se chama Projeto Realejo e vem de Sao Paulo, sem dúvida eles sabem fazer músicas marcantes com uma sonoridade ímpar, resultado que vocês podem conferir no cd deles entitulado “Nova Antologia Poética”, com canções dísponiveis em seu myspace www.myspace.com/projetorealejo),
como a belissima faixa “Eu me encontro em você”, a empolgante “Raro e Feito”, “É pra ser ontem” com destaque para os metais, “Ser Deus” uma faixa excelente que vocês não podem deixar de ouvir e “Amor tempero do amor” e “O que você ja sabe” que mantem o padrão de qualidade do cd que vale a pena ser apreciado mais de uma vez. Vocês também podem encontrar no site http://www.mondo77.fm/index.php?dir=prealejo, o cd completo.

Projeto Realejo é formado por, Danilo Tavares – Voz, Marcio Freire – bateria e efeitos, Rodrigo Nery – Baixo, Francys Silva – Trombone, Tamires Jacob – Teclados, Luizinho Roots – Trompete, Buyu – Flugel Horn, Fábio Freire – Guitarra e Violão.
Confiram abaixo a entrevista que fizemos com Danilo Tavares, vocalista do Projeto Realejo.

Desfrutem!

1-Revista Histeria :Sabemos que o Projeto Realejo surgiu com a idéia de unir poesia e musica. Como acontece essa interação entre as duas partes e qual  o peso de cada uma delas dentro da composição?
Danilo Tavares: Unir poesia e música é fácil, difícil é separá-las, depois que ganham uma sonoridade é difícil desvincular a melodia da letra. Eu tenho  certa dificuldade em me expressar com instrumentos então toda música que componho acaba tendo uma cara de FOLK ou Legião Urbana tocada na  praia entre amigos de colégio, Pra escrever só preciso de um assunto (e é claro, tempo).rs

2-RH:Vocês encerraram a série de shows do ano esse fim de semana No Coppola com um show incrível.Conte para a galera o que eles podem esperar  do Projeto Realejo  para o ano que vem?
Danilo:Estamos amadurecendo, todos os integrantes de diferentes formas estão passando por novas fases e com isso o Projeto acaba refletindo isso,  seja musicalmente ou na forma de nos apresentarmos. O ultimo show teve até FIGURINO, algo que não nos preocupávamos muito, porém ainda há muito a acrescentar e tentar colocar aqui seria difícil, pois muitas das mudanças acabam sendo na hora, alguém tem um estalo entramos em acordo e pronto! Botamos pra funcionar.

Julie Campanholi

Foto: Julie Campanholi

3-RH:Uma das coisas que mais chama a atenção no Show de vocês é a presença de 9 pessoas na banda.Como é estar no palco á frente de toda essa galera?
Danilo:Não me sinto a frente da banda, sou muito fã de todos e isso me faz sentir apenas parte, todos têm algo em especial e eu me sinto privilegiado  em dividir composições e poder interpretar outras canções junto com todos eles. É meio difícil imaginar isso ouvindo apenas as músicas e não indo  a um show nosso, mas fica claro no show que eu sou um dos menos expressivos quando estou do lado dos metais(super dançarinos.rs) logo é muito mais  fácil me sentir no meio de tudo do que na frente.rs

4-RH:Como você enxerga a cena independente e o crescimento dela nos últimos anos?
Danilo:A música independente tem sido cada vez mais expressiva tanto dentro do país quando fora dele, hoje em dia muitas bandas fazem shows em outros estados  e até fora do país apenas com a ajuda de outras bandas ou de jovens produtores que estão afim de arriscar, isso tem ajudado bastante não só na cena  independente mas também em toda nossa formação musical. Antigamente era difícil ouvir algo que não viesse dá Rádio ou da TV.
Acredito que hoje há muito mais casas de shows e festivais que haviam antigamente, devemos muito desse crescimento a internet que nos possibilita achar  coisas novas num piscar de olhos. Valorizamos hoje em dia muito mais a banda do que a gravadora que ela está.
5-RH:O que você tem escutado ultimamente? Indique algum artista ou banda nova!!!
Danilo: Tenho escutado bastante o novo CD do Meia Dúzia de 3 ou 4  (WWW.myspace.com/meiaduziade3ou4 ) chamado “TUDO SE TORNA”, pra quem gosta de Tom Zé, Karnak  e sons do tipo é um prato cheio . Também tenho ouvido bastante Cine Disco, o último CD ficou ótimo.
6-RH:É muito bom ver bandas que bebem diretamente da fonte da mpb, melhor ainda ver o resultado sair com qualidade, profissionalismo e personalidade.Fale um pouco sobre essa influência e também sobre como foi o processo de realização do cd.
Danilo:Bem, Musica Brasileira independente de ser Popular ou não a banda toda gosta então foi fácil nos encontrarmos nessa “mistureba” que é a música brasileira  e isso é bem visível no “Nova Antologia Poética”. Trabalhamos cada música com exclusividade, independente do CD ficar mais pop ou mais rock, mais samba ou mais reggae o importante era que cada música tivesse sua personalidade e acho que conseguimos isso.  Todos nós trabalhamos com total liberdade pra fazer
o que achava melhor em seu campo, poderia ter saído uma verdadeira bagunça musical, porém a ajuda do Edu Diux e do Alvaro Alencar na produção do CD foi essencial para que isso não acontecesse.

7-RH
:Deixe um recado para os leitores da coluna.

Danilo:Não entrem na água após almoçar e evitem o sol depois do Meio dia.

Obrigado pela entrevista, e parabéns pela banda!!!

Abss a todos!!!

h1

Coluna – Histeria Apresenta:

novembro 27, 2008

Histeria Apresenta: Superguidis

Por: Léo Villa


Fala Pessoal!!!
Estamos de volta com mais uma seção da Histeria Apresenta , e essa semana fizemos uma matéria especial com a Superguidis, sem dúvida uma das melhores bandas da cena rock nacional.
Vocês poderão conferir uma entrevista com Lucas Pocamacha guitarrista da banda que conta também com Andrio Maquenzi vocal e guitarra,Diogo Macueidi baixo e Marco Pecker na batera.
Pra quem conhece e curte o som do quarteto desfrutem da materia que esta bem legal, para quem ainda não conhece acessem o myspace deles para conferir as músicas (www.myspace.com/superguidis) tenho certeza que não irão se arrepender.

Leiam abaixo a entrevista completa.
 

Foto Divulgação

Foto Divulgação

Revista Histeria: Olá galera, primeiro de tudo parabéns pelo som da banda, é muito bom vermos uma banda com qualidade, surgindo, conseguindo se destacar e ser reconhecida dentro e fora de uma cena tão fértil quanto a cena gaúcha.

 Como a banda tem encarado esses elogios, do público e de pessoas renomadas do meio musical! A cobrança interna aumentou, ou esse reconhecimento só traz mais motivação?

Lucas: Po, obrigado!! são os seus ouvidos! heheh..
a gente encara isso como um reconhecimento e uma pista de que talvez estejamos no caminho certo! é sempre bom quando falam bem da gente, isso é sempre um incentivo pra continuar…
a nossa cobrança interna sempre foi muito grande! sempre nos preocupamos em fazer o melhor q a gente consegue! a coisa é q a gente tá mais velho agora e o melhor q a gente consegue é um pouco melhor do q o melhor q a gente conseguia há uns tempos atrás, hehehe… o reconhecimento é legal, ficamos muito felizes quando as pessoas gostam do que estamos fazendo. mas antes disso nós precisamos gostar do que estamos fazendo e essa é a nossa grande motivação! por isso que tem músicas velhas nossas q não tocamos mais, embora sempre tenha alguém pedindo…
 
 
RH: Vocês lançaram dois CDS realmente incríveis, com aquela pegada garageira, mas com uma qualidade muito boa de timbres e arranjos, uma mistura de displicência com sutileza, o que pode também ser visto nas letras de vocês, como é feito o processo de criação da banda?


Lucas: o nosso processo é bem simples: sempre eu ou o andrio chegamos no ensaio com uma música semi-pronta (com início, meio e fim) e a gente passa uma tarde inteira lapidando ela, descobrindo um jeito de fazer ela ficar como está nas nossas cabeças… até q lá pelas 18:00 ou 18:30 decidimos q ela tá pronta! hehehe… agora, como é o processo de fazer a música mesmo é mais complicado.. bom, posso falar por mim.. o andrio deve ter um processo bem diferente…
a coisa sempre começa com um fato q aconteceu.. ou mais de um… geralmente uma coisa q me incomoda, como tu já deve ter percebido, hehehe… daí eu pego o violão e decido q caminho eu quero tomar… daí começo a ter idéias de arranjos… e isso leva em torno de uma semana pra se consolidar como uma música.. daí é q vem a parte trabalhosa: fazer a letra… tu jah notou como as minhas letras são curtas??? é por isso!! fazer letra é muito difícil!!! o processo todo varia muito em tempo de construção… teve música q levou 6 meses e outra q levou 3 dias.. o passo seguinte é o ensaio e a lapidaçao! hehehe..
 
 
RH: O Phillipe Seabra da Plebe Rude produziu o ultimo cd de vocês, conte para gente um pouco de como foi trabalhar com ele?
 
Lucas:bah, foi só alegria!! a gente se deu muito bem com ele!! rolou uma compreensão mútua.. ele entendeu o que a gente queria e nós sacamos o método dele pra chegar lá… bom, ele acabou virando um amigão nosso!
vamos lá pra brasília gravar o terceiro disco em janeiro agora, se tudo der certo!! esse aí ele vai ter trabalho! hehehe..
 
  
RH: A primeira coisa que me chamou a atenção em vocês antes de ouvi-los foi a arte dos álbuns. Quem é o responsável por essa parte, e como a banda lida com a correria do dia a dia, de fechamento de shows, divulgação, etc.
 
Lucas:as artes do dois discos foram feitas pelo André Ramos, um cara lá de brasília q tb assina a capa de quase todos os discos do nosso selo! o cara é fodão!
meu, essa é a pior parte!! o diogo (o baixista) é q faz mais essa mão… mas mesmo assim acaba sobrando um pouco pra todo mundo… a banda ia dar 1/3 do trabalho se fosse só tocar e ensaiar… especialmente quando é alguma coisa um pouco maior ou quando precisa de passagens aéreas que a coisa aperta… estamos há ums duas semanas mandando documentos e acertando as coisas pra um show em sp lá.. isso é muito chato!!
mas… alguém tem q fazer, né? o que me deixa mais espantado é q sempre nos finais de semestre q acontece isso!! hehehe, se não fosse suficiente toda a atucanação do fim do semestre, tem sempre uma coisa dessas pra resolver tb!!
 
 
RH:Qual o álbum de Rock preferido de cada um?
 
Lucas:um só? bom, vou falar por mim só… tem q ser um do pink floyd… acho q fico com o the wall pela complexidade e o que ele representa pra mim…
 
 
RH: Qual o próximo passo da banda. E quais as datas dos próximos shows?

 Lucas:o passo principal agora é gravar o terceiro disco em janeiro!! estamos muito felizes com ele.. gravamos uma demo em casa e ficamos muito satisfeitos! vai ser de longe o nosso melhor disco!! a agenda é o seguinte:
06/12 – Superguidis – Garagem Hermética Poa/RS
15/12 – Superguidis no República do Rock – Porto Alegre/RS

 
 
RH: Gostaria que vocês indicassem alguma banda nova da cena nacional, para a galera que curte a revista ouvir.
 
Lucas:pode ser duas??? a gente curte muito o Beto Só.. é nosso colega de selo e é muito foda..
tb o Macaco Bong de Cuiabá! os caras tocam pra caralho!!
 
 
RH:Deixem seu recado para os leitores da Revista Histeria.

Lucas:Só ouve música ruim quem quer!!
 
RH:Obrigado pela entrevista e por livrar nossos ouvidos da mesmice, torço muito para que continuem em ascensão
 
 Abss a todos!

h1

Coluna moda: Roupas para crianças

novembro 26, 2008

por: Ale Villa

Se tem uma coisa que encanta a qualquer um é criança com roupinha de criança.

Você há de convir comigo que dá certo alívio ver que algumas mães preservam suas filhas (e filhos) os vestindo de forma adequada, confortável e infantilizada e não como mini-garotas-de-programa, usando tops, calças justas, muito gliter e pouca noção!

Eu sinceramente acho o máximo, menininhas com seus vestidos larguinhos, com motivos infantis, cores delicadas e muita liberdade para brincar e os meninos com roupas moles em vez daqueles jeans duros e cheios de costuras grossas que impedem a criança de movimentos ‘largos”.

Contudo, gosto de pais que deixam suas crianças se vestirem conforme querem, eu mesma fiz uma promessa comigo que, quando eu tiver filhos, eles vão poder escolher o que vestir, mesmo que seja o escorredor de macarrão na cabeça, luvas de jardineiro e galochas nos pés. Alguém tem que ensinar meu filho a ser autêntico certo?

Pois então, em uma de minhas andanças por São Paulo em busca de roupas com a temática infantil, encontrei pessoas que confeccionam roupas exatamente como citei acima: Criança com Cara de Criança!!!

Roupas feitas com tecidos alternativos, maleáveis, sem costuras grossas, temas divertidos e o melhor, roupas que as próprias crianças podem querer usar sem o pai ficar preocupado com o conforto do piá!

Com relação à preços, vamos concordar mais uma vez que peças industrializadas e de grandes marcas são realmente boas ok, talvez não sempre, e também MUITO caras, eu mesma já tive a oportunidade de ver macacão para recém-nascido de malha por R$100,00 , além de ser um preço abusivo, os pimpolhos crescem muito rápido e o dinheiro dos pais vai por água a baixo, levando também em consideração o fato de muitas outras pessoas terem comprado o mesmo modelo para seu filho e o pior de tudo, o não apoio a estilistas novos, como é o caso das duas marcas citadas a baixo!

Nós apoiamos artistas novos e acreditamos em seus potenciais e por isso essa coluna divulga trabalhos tão maravilhosos e inovadores!

Vamos às marcas que mais gostei!

Bicho Brasil

Há 2 anos no mercado a marca de roupas infantis Bicho Brasil trás para seu público roupas feitas à mão pela proprietária Carla. Ela expressa em suas criações tudo o que uma mãe sonha para seu filho: Autonomia de escolha, peças divertidas, imaginação, liberdade, conforto e ESTILO.

Se seu filho é uma criança que tem vontade própria, sabe do que gosta e é uma criança livre para poder escolher, leve-o ao stand da Bicho Brasil que fica na feira QQR COISA, na Benedito Calixto, lá você vai poder deixar seu filho solto e com a certeza que ele vai sair de lá com uma roupa de qualidade, feita com muito carinho e sem medo de que ele pareça um adulto pequeno!

Cores fortes, desenhos feitos à mão, estampas divertidas, costura reforçada, e modelos feitos por alguém que entende o que uma criança precisa!

Camisa Tema Aranha

Camisa Tema Aranha

Bata e Camisa diversas estampas

Bata e Camisa, diversas estampas

Tanto Batas quanto camisas (todos feitos à mão, inclusive a estampa) custam R$ 40,00

vestidos

Vestidos estilo oriental, com babado e balonê

Vestidos orientais assim como as blusas orientais (visite o stand para conferir) custam R$ 70,00

Tanto Vestidos com babado e aplicação de missangas quanto o balonê custam R$ 55,00

Vestido estampado à mão

Vestido estampado à mão

Me apaixonei por esse vestido, pelo simples fato de que todo ele, inclusive as estampas são todas feitas pela Carla, que além de caprichosa é mãe de dois meninos e sabe do que crianças gostam!

Se você se interessou por estas peças ou quer conhecer mais o trabalho da marca Bicho Brasil, visite o stand na feira QQR COISA na Benedito Calixto, ou envie um email para: contato@bichobrasil.com.br , A/c de: Carla

TATAGATA

Outra marca que me apaixonei, produz roupas para recém nascidos, enxovais, decoração e muito estilo!

Roupas ousadas, com diversão, praticidade, estilo e beleza, tudo para deixar seu filho com uma cara de quem sabe o que quer!

As mamães podem ficar muito tranqüilas, pois a marca pensa muito nelas com relação à suas criações!

Uma coisa que fiquei muito entusiasmada, inclusive queria levar para casa, são os famosos CANGURUS. Tiras grandes de tecido maleável, com acabamento impecável, cores delicadas, para as mamães ‘carregarem’ seus filhotes com muito conforto, distribuição de peso, beleza e o melhor, próximo ao corpo!

Modelo inspirado em cangurus chineses, muitas atrizes holliwoodanas já aderiram à esse modo delicioso de transportarem seus filhotes para cima e para baixo.

bebe2

Conjunto de oncinha e canguru (sling)

Me apaixonei por este conjunto lindo, chiquérrimo e super descolado para as filhotas, além do canguru ( sling) com  cores neutras, lindas e que são ótimos para o desenvolvimento dos filhos junto aos pais!

Conjunto de oncinha por apenas R$ 44,00 Canguru (sling) confeccionados à mão por apenas R$ 80,00

Canguru ou Sling em mães famosas!

Canguru ou Sling em mães famosas!

vestido e macacão divertidos

Macacões divertidos

Macacões divertidos com temas diferentes, tecidos confortáveis por apenas R$ 44,00 e o com estampa da aranha por apenas R$ 26,00.

Além disso, as roupinhas tem estampas divertidas, temas diferentes tudo o que uma mãe diferente pode dar para seu filho!

Se você se interessou por estas peças ou quer conhecer mais o trabalho da marca TATAGATA, visite o stand na feira QQR COISA na Benedito Calixto, ou envie um email para nós e lhe faremos entrar em contato com a proprietária da marca: contato@revistahisteria.com.br .

Todas as roupas reproduzidas em fotos tem autorização de seus proprietários.